Posto 3M

Posto 3M

sábado, 6 de fevereiro de 2016

VENDE SE
01 - Ômega 2.0, ano 94, completo, cor Preto, com rodas
PREÇO especial para fechamento de negocio, direto com proprietário
Os interessados ligar para os telefones (18) 981640089 - 991151082 para melhores informações



terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

VEJA OS TRABALHOS DO VEREADOS DEVAIR









VEREADOR DEVAIR QUER INFORMAÇÕES SOBRE A ARRECADAÇÃO ORÇAMENTÁRIA DO MUNICÍPIO?






O VEREADOR DEVAIR da Câmara Municipal de Castilho endereçou o requerimento de n.º 006/2015 ao Prefeito Municipal, solicitando informações sobre a realidade orçamentária do nosso município que diante de tantas informações desencontradas se faz necessário tais esclarecimentos:


  1. Qual a arrecadação total do município em 2.013, 2.014 e 2.015 demonstrando separadamente o ICMS arrecadado da Usina de Jupiá;
  2. Se realmente houve queda de arrecadação a contar de 2.013.
  3. Qual o saldo atual das finanças do município uma vez que, foram efetuados vários cortes como transportes de estudantes, bolsas de estudos, horas extras de servidores, festejos comemorativos com a justificativa de queda de arrecadação e se não houve ainda essa queda esperada, onde estão essas economias?


O VEREADOR DEVAIR declara que “tal requerimento é de suma importância, pois a população de confunde com esses números desencontrados e buscam por esclarecimentos oficiais, pois somente se tem conhecimento através de conversas, um dia a arrecadação caiu, em outro só irá cair em 2.017, às vezes a Usina pertencia para Castilho, noutra para Três Lagoas, ou seja, esta é a hora de esclarecermos à população castilhense”.




VEREADOR DEVAIR COBRA NOVAMENTE SOBRE OS POMBOS NA RODOVIÁRIA
O VEREADOR DEVAIR da Câmara Municipal de Castilho cobra do Executivo Municipal informações sobre a indicação de sua autoria encaminhada em 2.013 que versa sobre a implantação dos bolsões de estacionamento para motocicletas. No requerimento 009/2016, desta segunda-feira (01/02), o VEREADOR DEVAIR questiona se há interesse do Prefeito Municipal em implantar tais estacionamentos, na Rua Osório Junqueira entre a Avenida Getulio Vargas e Getúlio Giareta e a Praça da Matriz, se foram feitos alguns estudos acerca do pedido feito em 2.013 e caso exista mesmo interesse por parte da Administração, de quando podemos contar com esta modernidade já implantada por vários municípios.  
O VEREADOR DEVAIR destaca o seguinte: “fui fiscalizador de trânsito ao longo de meus 27 anos dedicados na área de segurança pública e fiz inúmeros cursos relativos à questão, portanto defendo com propriedade a necessidade de implantação desses tipos de estacionamentos para motocicletas, o que certamente melhoraria e muito as condições na área central de nossa cidade, pois já temos até semáforos”.


VEREADOR DEVAIR QUER SABER QUANDO DE FATO O PREFEITO IRÁ COMEÇAR A RECAPEAR AS RUAS DA CIDADE?

Através do requerimento de n.º 005/2016 endereçado ao Chefe do Poder Executivo, o VEREADOR DEVAIR da Câmara Municipal de Castilho requer informações sobre o real motivo de não ter iniciado e concluído o projeto de recapeamento asfáltico nas ruas de nosso município, uma vez que segundo matéria jornalística da própria Administração a empresa NOROMIX CONCRETO Ltda, já havia vencido a concorrência pública n.º 03/15 e que o valor investido seria de R$1.636.194,46 (Hum milhão, seiscentos e trinta e seis mil, cento e noventa e quatro reais e quarenta e seis centavos) a ser investido na melhoria asfáltica, construção de guias de sarjetas, calçamento, rampas de acesso, sinalização e placas de sinalização nos bairros Laranjeiras, Centro e Nova York, ainda segundo a própria prefeitura informou na matéria as ruas a serem recapeadas e que o valor investido seria de um acordo celebrado no Ministério Público com a CESP e que, portanto, já estava a disposição. As perguntas do VEREADOR DEVAIR foram:

  1. Qual o motivo de não terem iniciados as obras? E;
  2. Qual verdadeiramente seria a data de início, já que duram de em média cinco meses?

DEVAIR finaliza, “moro no bairro Laranjeiras e nenhuma das ruas indicadas no cronograma pela Prefeitura foi recapeada até o momento”
VEREADOR DEVAIR REQUER INFORMAÇÕES SOBRE SERVIDORES QUE PRESTAM SERVIÇOS EM OUTRAS LOCALIDADES

O VEREADOR DEVAIR da Câmara Municipal de Castilho solicita informações ao Chefe do Executivo através do requerimento de n.º 007/2016 que versa sobre dados a respeito de servidores que prestam serviços em outras localidades, ou seja, que estão emprestados a outros órgãos. DEVAIR solicita no documento a relação nominal dos servidores que estão cedidos pela Administração Castilhense à prestarem serviços em outros municípios; qual a data do início e término dessa prestação de serviços, bem como os órgãos aos quais estão cedidos; e como é feito o deslocamento desses servidores se através de transportes públicos, auxílio transportes ou outro benefícios.
O VEREADOR DEVAIR declara que “A intenção desse requerimento é simplesmente para exercer o poder de fiscalização do Parlamentar no tocante a esclarecer se estes funcionários estão legalmente cedidos à outros órgãos e se estão sendo garantidos seus direitos trabalhistas de auxílio transporte”.

FONTE: Assessoria do Vereador
CONTATO: ver.devair-ptb@camaracastilho.sp.gov.br

 




 





segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Residências que produzem sua própria energia elétrica quadruplicam em 2015








Até 2030, 2,7 milhões de unidades consumidoras deverão ter energia gerada por elas mesmas, entre residências, comércios, indústrias e no setor agrícola.


Quinta-feira, 28 de Janeiro de 2016, 08:45:48
A geração distribuída no Brasil registrou em 2015 o total de 1.307 novas adesões de consumidores, somando uma potência instalada de 16,5 megawatts (MW) e totalizando 1.731 conexões. A geração distribuída é quando o consumidor brasileiro pode gerar sua própria energia elétrica a partir de fontes renováveis.
Apenas entre novembro e dezembro, após a aprovação das alterações na Resolução Normativa Aneel 482/2012  e o Lançamento do Programa de Desenvolvimento da Geração Distribuída de Energia Elétrica (ProGD), houve crescimento de 73% nos projetos, que registravam mil unidades em outubro.
A fonte mais utilizada pelos consumidores continua sendo a solar, com 1.675 adesões, seguida da eólica, com 33 instalações. Atualmente, o estado que possui mais micro e minigeradores é Minas Gerais, com 333 conexões. Seguem o Rio de Janeiro, com 203, e o Rio Grande do Sul, com 186.
A geração distribuída tem registrado crescimento expressivo desde as primeiras instalações, em 2012. Naquele ano, eram apenas três projetos registrados, enquanto que em 2013 foram verificados 75. Se comparado com o ano de 2014, quando registrado 424 conexões, o número de adesões quadruplicou em 2015, passando para os atuais 1.731 adesões.
Com o aprimoramento na Resolução Normativa nº 482/2012, que criou o Sistema de Compensação de Energia Elétrica e permite que o consumidor instale pequenos geradores, tais como painéis solares fotovoltaicos e microturbinas eólicas, são estimadas 1.230.000 unidades de micro e minigeração até 2024, o que representaria 4.500 MW de capacidade. As novas regras começam a valer a partir de 1º de março de 2016.
Para aprofundar as ações de estímulo à geração de energia pelos próprios consumidores, com base nas fontes renováveis de energia, o Ministério de Minas e Energia (MME), lançou em dezembro de 2015, o Programa de Desenvolvimento da Geração Distribuída de Energia Elétrica (ProGD).
Com investimentos de pouco mais de R$ 100 bilhões até 2030, o Programa prevê que 2,7 milhões de unidades consumidoras poderão ter energia gerada por elas mesmas, entre residências, comércios, indústrias e no setor agrícola, o que pode resultar em 23.500 MW (cerca de 48 TWh produzidos anualmente) de energia limpa e renovável, o equivalente à metade da geração anual da Usina Hidrelétrica de Itaipu.
Fonte - www.suinoculturaindustrial.com.br

Energia solar: mercado deve crescer 300% em 2016







Levantamento inédito feito pelo Portal Solar com 9 mil pedidos pelo site mostra tendências do setor e perfil do consumidor.


Quinta-feira, 28 de Janeiro de 2016, 13:56:25
No dia 15 de dezembro, o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, assinou a portaria que cria o Programa de Desenvolvimento da Geração Distribuída de Energia Elétrica (ProGD) que, entre outras medidas, incentiva a conexão de sistemas de energia solar particulares à rede nacional de eletricidade. Não é por menos: segundo estimativas do governo, a tendência é que este mercado movimente R$ 100 bi até 2030. Para traçar o perfil do público interessado na tecnologia, o Portal Solar (www.portalsolar.com.br), maior hub de empresas e informações do setor, fez uma pesquisa com base em 9.000 consultas ao site nos últimos cinco meses.

São Paulo é líder entre os interessados, com 25,8% das cotações pedidas, seguido por Minas Gerais, com 13,5%, Rio de Janeiro, 10,4%, Paraná, 10%, Rio Grande do Sul, 4,3%, e Santa Catarina, 3,7%. "É importante notar que estes são os estados com as tarifas de energias mais altas", comenta Carolina Reis, diretora do Portal Solar. Por outro lado, se forem considerados os sistemas já instalados, Minas Gerais é o primeiro, com quase o dobro de painéis do Rio de Janeiro, o segundo da lista - conforme dados da ANEEL.

Outro dos benefícios do ProGD é a criação de novas linhas de créditos para os interessados em instalar placas fotovoltaicas – o equipamento que capta a energia solar. Com isso, a expectativa é que o modelo se espalhe ao redor no Brasil. No Norte e Nordeste, por exemplo, a despeito do alto potencial de aproveitamento, os sistemas ainda são pouco utilizados.

O levantamento também mostra que 75% dos orçamentos são feitos por aqueles que gastam mais de R$ 200 mensais com eletricidade – 65% dos sistemas mais vendidos são de potência média, entre 2kWp e 5kWp. Além disso, 3/4 dos interessados têm pressa na instalação e pretendem fazê-lo ainda em 2016. "Um dos dados mais interessantes é que 20% das cotações são feitas para casas ainda em construção. Ou seja, nada melhor do que gerar sua própria energia desde o começo", avalia Carolina.

Confira a pesquisa completa: http://www.portalsolar.com.br/mercado-de-energia-solar-no-brasil.html

Mercado em expansão

Ao todo, o Portal Solar já recebeu mais de 30 mil pedidos de orçamento. Hoje as pessoas que instalam um sistema de energia solar em suas casas ou empresas podem, através da regulamentação da ANEEL, trocar créditos de energia com a distribuidora estadual, o que possibilita redução de até 95% na conta de luz. No futuro, o MME estabelecerá um sistema onde os proprietários poderão vender o excesso da produção para o sistema nacional.

Hoje, são 550 empresas especializadas na instalação de sistemas de captação de energia solar por meio de placas fotovoltaicas no Brasil, com a entrada prevista de 500 novos players no setor em 2016, segundo o Portal Solar. No total, a capacidade instalada em 2015 é de 30 MW, número que deve crescer para 8.000 MW até 2024. "É um mercado em franca expansão, com potencial aproveitado de 0,01% no país", conta a diretora.

Sobre o Portal Solar
Portal dedicado à difusão de informações sobre energia solar e que reúne mais de 550 empresas que prestam esse serviço em todo o Brasil. De forma gratuita, o Portal Solar oferece orçamentos para os interessados a instalar painéis fotovoltaicos em suas casas ou empresas. Hoje, recebe, em média, dois mil pedidos de orçamento por mês. www.portalsolar.com.br.


FONTE - www.suinoculturaindustrial.com.br

Ministro confirma construção de quadra no Assentamento Terra Livre




O Ministro do Esporte George Hilton (PRB) garantiu que a comunidade que reside no Assentamento Terra Livre, em Castilho, terá a sua tão esperada quadra esportiva. A afirmação foi feita nesta última sexta-feira (29), quando ele recebeu o prefeito castilhense em exercício Paulo Boaventura (PRB) durante uma visita à cidade de Fernandópolis.

A construção da quadra já havia sido acordada através de convênio firmado entre a Prefeitura de Castilho e a Caixa Econômica Federal ainda no ano de 2011 (contrato de repasse nº 372.500-05/2011), porém, até o momento o depósito dos R$ 250 mil que representa a parte do governo federal no acordo não foi liberada.

“Aproveitamos a presença do Ministro em nossa região para relembrá-lo deste convênio, porque todo o processo licitatório já foi realizado pela Prefeitura de Castilho e as obras só não tiveram início porque ainda não recebemos os repasses. O Ministro entendeu a ansiedade dos assentados e nos garantiu que a verba será liberada rapidamente”, informou Paulo Boaventura.
[Assessoria de Comunicação do Executivo]


LEGENDA: George Hilton veio à região despachar solicitações dos prefeitos. O prefeito em exercício Paulo Boaventura e o diretor de Desenvolvimento Económico e Social José Justi representaram Castilho




sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Venha conferir - UNO a Venda



VENDE SE
 01 - Uno ano 95 04 portas - vermelho - motor novo - 04 pneus novos em ótimo estado de conservação
Preço - R$ 6.500,00 a vista
Os interessados ligar para os telefones (18) 981640089 - 991151082 para melhores informações

LAVA JATO MM, com melhores preços da Praça

                                  Venha conferir nossos trabalhos e preços especiais

Total de visualizações de página